Karel “Koenen” Zaicsek /Zaiczek (Karl)
text, no JavaScript Log in  Deze pagina in het NederlandsDiese Seite auf DeutschThis page in English - ssssCette page en FrançaisEsta página em Portuguêstop of pageback
Karl Zaicsek /Zaiczek está listado/listada no memorial da Resistência, na
parede do meio, linha 03 #02


Limburg 1940-1945,
Menu principal

  1. Pessoas
  2. Eventos/ Históricos
  3. Grupos de resistência
  4. Cidades e Vilas
  5. Campos de concentração
  6. Valkenburg 1940-1945
  7. Lições da resistência

As pessoas caídas da resistência no Limburgo.

previousbacknext
 

Karel “Koenen” Zaicsek /Zaiczek
(Karl)


 18-07-1921 Pecsbanyatelep/Pécs      12-09-1944 Sittard (23)
- Geleen - Conselho de Resistência (RVV) - Mensageiros da resistência -



dirkdeklein.net …

    Os pais de Karl Zaicsek mudaram-se da Hungria para Lindenheuvel em Geleen. Não se sabe exatamente quando Karl e seus pais vieram para Geleen. Tudo o que sabemos é que o pai de Karl morreu no dia 9 de fevereiro de 1939. Karl tinha apenas 17 anos na época. Então, presumivelmente, cabia a ele cuidar de sua família. Ele conseguiu um emprego em uma mina. Sua resistência na organização Raad van Verzet (Conselho de Resistência) consistia na distribuição de literatura ilegal e serviços de correio, tais como transporte de munições e entrega de alimentos aos mergulhadores (escondidos).
    Em 12 de setembro, a Schutztruppe parou-o durante um transporte ilegal de alimentos. Pouco tempo depois, ele foi assassinado perto de Hoensbroek ou na zona fronteiriça perto de Sittard. [1]
    Karel não é considerado um combatente da resistência neerlandesa ou vítima de guerra pela OGS (Fundação neerlandesa de túmulos de guerra), pois ele não tinha cidadania neerlandesa. Seu irmão solicitou e recebeu a cidadania após a guerra. A página 2 do projeto de lei requerido afirma:
    O requerente húngaro mencionado no Artigo 1(15), István Zaiczek, nasceu em Pecs (Hungria) em 1926. Ele veio para o nosso país com seus pais aos quatro anos de idade, recebeu educação neerlandesa e sempre viveu em nosso país. Ele está integrado à comunidade nacional neerlandesa. O comportamento do requerente durante os anos de guerra foi bom. Seu irmão e companheiro de casa perdeu a vida como combatente da resistência. O requerente ganha a vida como mineiro / montador de máquinas. [2]
    Entretanto, Karel é mencionado no memorial da resistência no Cauberg em Valkenburg (clique na foto à direita) e no memorial de guerra em Geleen-Lindenheuvel. [3]

    Anotações

    1. Dr. F. Cammaert, Het Verborgen Front – Geschiedenis van de georganiseerde illegaliteit in de provincie Limburg tijdens de Tweede Wereldoorlog. Doctorale scriptie 1994, Groningen
      9. De Raad van Verzet in het Koninkrijk der Nederlanden, p. 971
    2. Bijlagen 1948 1—3 Tweede Kamer Ontwerp van Wet tot naturalisatie van Emma Luise Behrmann en 19 anderen.
    3. Oorlogsmonument, Geleen-Lindenheuvel
    4. https://dirkdeklein.net/2020/04/07/karlkarel-zaicsek-defiant-immigrant-miner/
    5. https://www.wo2slachtoffers.nl/bio/56599/Zaicsek-Karl-Karel.htm